O que fazer em TIradentes

O que fazer em Tiradentes

Muito mais do que apenas uma dentre as inúmeras cidades mineiras, Tiradentes é uma cidade histórica no interior do estado que encanta a todos que passam por ali. Juntamente com seu rico passado que data a Era Colonial, a modernidade e a intensa movimentação de turistas tornam o município um dos destinos mais procurados do país. Sendo assim, neste post o turista vai descobrir tudo que precisa saber sobre o que fazer em Tiradentes.

Antes de começarmos, é importante ressaltar que a cidade é mais movimentada durante feriados e aos finais de semana e por isso, é recomendado escolher essas épocas para fazer uma visita. Isso acontece porque durante a semana, muitas das lojas e dos restaurantes permanecem fechados devido à pequena movimentação de pessoas. Entretanto, é garantido que, independente de quando o visitante passar pela cidade, não vai faltar o que fazer em Tiradentes.

Vamos descobrir o que fazer o que fazer em Tiradentes?

Igreja Matriz de Santo Antônio

De longe a Matriz de Santo Antônio é a igreja mais bonita da cidade e uma das mais bonitas do estado. O exterior da igreja é suntuoso com o contraste entre amarelo forte com o branco, mas o que realmente impressiona é a parte de dentro. O seu interior é majestoso e esbanja riqueza com quase meia tonelada de ouro adornando o altar, o que torna a igreja a segunda mais rica do país.

A matriz é um símbolo marcante da arquitetura barroca e rococó e possui elementos produzidos pelo artesão mineiro Aleijadinho, o que a torna ainda mais importante religiosamente e historicamente. Ela está localizada no topo de um morro, garantindo a aqueles que a visitam uma visão privilegiada do centro histórico da cidade.

Aos finais de semana, acontece um show de luzes e sons que contam um pouco da história da Igreja, salvo quando acontecem casamentos. Nas demais ocasiões a Igreja está aberta ao público por um valor simbólico de R$5,00 para fins de manutenção do local.

Igreja Matriz de Santo Antônio
Igreja Matriz de Santo Antônio. Foto: Pedro Vilela/MinTur

Festivais

Tiradentes é conhecida pela variedade de festivais que são realizados na cidade durante todo o ano. O movimento do turismo na cidade levou às iniciativas governamentais e privadas a incentivarem ainda mais a vinda do público com atividades culturais, artísticas e gastronômicas.

                        Festival de Cultura e Gastronomia

Este evento acontece anualmente no mês de Agosto e costuma trazer milhares de visitantes. Os turistas são contemplados, muitas vezes gratuitamente, com cursos gastronômicos, aulas ao ar livre e até degustações. O Festival de Cultura e Gastronomia reúne um grande número de chefs renomados que vêm a cidade para presenciar tamanha riqueza cultural. São realizadas as chamadas “Excursões Gastronômicas” que fazem um tour pela cidade visitando diversos restaurantes e produtores da região.

Depois de acontecer por mais de duas décadas, o festival foi consolidado e, durante sua duração, é muito comum acontecer de todos os hotéis da cidade estarem ocupados. Por isso, quem tiver interesse de visitar a cidade neste período deve planejar sua viagem com bastante antecedência.

                        Festival de Fotografia

O Festival de Fotografia acontece na cidade a quase 10 anos no mês de Março e cresce cada ano mais. O festival torna Tiradentes palco para workshops, exposições e palestras educativas voltadas para a população local afim de realizar uma troca de conhecimento entre profissionais da área e o público.

                        Festival de Vinho e Jazz

O objetivo deste festival é de valorizar, compartilhar e promover a cultura do jazz juntamente à prática da enogastronomia. Apesar de não ser um termo conhecido a enogastronomia nada mais é do que a arte de combinar vinhos com a gastronomia a fim de despertar as mais saborosas sensações. O Festival de Vinho e Jazz acontece tradicionalmente no mês de Junho e reúne o melhor dos mundos da gastronomia e cultura em um só lugar.

Passeio pela Estrada Real

A cidade de Tiradentes faz parte de alguns dos roteiros que percorrem a Estrada Real, um conjunto de caminhos que redescobrem o Brasil Colonial passando por Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. A cidade está cercada por diversas outras cidades que estão carregadas com a rica história do país e por isso, é comum o visitante de Tiradentes visitar outros municípios próximos.

O passeio mais tradicional que parte de Tiradentes tem como destino a cidade de São João Del Rey de uma maneira peculiar, a Maria Fumaça. A viagem é bem curta devido à proximidade das cidades, mas não deixa de ser incrível devido as lindas paisagens e a experiência marcante de viajar em uma locomotiva a vapor.  Ao chegar em São João Del Rey, a dica é fazer a visita guiada no Museu Ferroviário da cidade que conta a história das ferrovias em todo o país.

Maria Fumaça em Tiradentes
Maria Fumaça em Tiradentes. Foto: Pedro Vilela/MinTur

Centro Histórico

Em uma cidade com um passado tão rico como Tiradentes, o tempo passa, porém, o seu legado é evidente durante um passeio por ali. Por este motivo, uma maneira bem divertida de conhecer o centro histórico é passear a pé pelas ruas da cidade, tanto de dia quanto de noite. Partindo da região central, não é difícil conhecer as principais atrações turísticas da cidade em apenas algumas horas, além de ser uma experiência muito interessante para o turista ao descobrir as minúcias da cidade.

Por ser uma cidade fundada com bastante influência religiosa, o centro histórico está intrinsecamente conectado com o circuito religioso da cidade. O circuito é formado por um grande número de capelas, igrejas e símbolos religiosos e, até os dias atuais, Tiradentes é conhecido como destino turístico do público católico.

                        Largo das Forras

Ao começar uma caminhada pela região central a primeira parada deve ser o Largo das Forras, a praça central da cidade onde estão localizados os principais restaurantes, bares e hotéis. Uma recomendação é do turista se hospedar justamente em algum dos hotéis por ali devido à ótima localização, facilitando sua movimentação pela cidade.

Na praça está localizado o edifício da Prefeitura Municipal que chama atenção na paisagem, já que possui três andares diferentemente dos outros prédios por ali. Apesar da prefeitura ser importante, a atração principal da praça é a Capela Bom Jesus da Pobreza, uma das mais simples da cidade. Outra construção que fica ao redor da praça é uma das cinco Capelas dos Passos da Paixão, que marcam o caminho dos fiéis pela cidade durante a procissão que recorda a morte de Jesus Cristo.

                        Largo do Sol

Depois de visitar a praça central, o visitante pode seguir pelas ruas Direita e Padre Toledo que chegará até o Largo do Sol. Ali estão localizados dois marcos da cidade de Tiradentes, a Casa de Padre Toledo e a estátua do próprio Tiradentes. Atualmente o solar onde morava Padre Toledo, que foi um importante inconfidente, funciona como um museu aberto ao público.

A estátua de Tiradentes carrega em si a história de um homem que marcou o município. O nome da cidade veio do apelido de uma famosa figura no estado, Joaquim José da Silva Xavier, também conhecido como Tiradentes. Ele foi um dentista, tropeiro, mas principalmente um ativista político durante a Inconfidência Mineira. Com o fim malsucedido do movimento inconfidente, ele foi morto pelo governo e se tornou símbolo da revolta mineira dando o nome da cidade. Para preservar sua memória, Tiradentes foi eternizado na estátua localizada no Largo do Sol.

Centro Histórico
Centro Histórico de Tiradentes. Foto: Pedro Vilela/MinTur

Visita a Bichinho

A vila Vitoriano Veloso, popularmente conhecida como Bichinho, está localizada a poucos quilômetros de Tiradentes. O povoado apesar de bem pequeno, é repleto de ateliês, lojas de móveis e artesanato para o turista se esbaldar nas compras. Um dos charmes do local é a Casa Torta, que chama atenção pela sua arquitetura, mas que também tem seu valor como galeria de arte e café.